sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Auto-estima Plus Size!

Bom dia meninas!


Cá entre nós: a maioria das mulheres vive preocupada com o ponteiro da balança e, muitas vezes, deixa de aproveitar a vida com tanta cobrança para estar sempre linda e desejável. Mas, felizmente, nem todas são assim.




Colocando um basta na ditadura da beleza magra, começa a surgir uma tendência no país que busca identidade e respeito para as mulheres reais, as chamadas plus size. Sim, essa especificação abrange moças que vestem do manequim 44 ao 52. E não são poucas. Dados de agosto do ano passado divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que metade da população adulta está acima do peso.





Logo após os principais desfiles de moda terem exibido corpos esguios pelas passarelas de Rio e São Paulo, uma modelo brasileira reconhecida lá fora botou literalmente as mangas de fora. Fluvia Lacerda, 1,72 de altura e dona de um manequim 48 esbravejou: “Enquanto o movimento plus size ganha força no cenário internacional, no Brasil, as mulheres curvilíneas são excluídas dos principais eventos de moda”, reclama a top.




Insegurança x imagem corporal

Para o escritor e psiquiatra Roberto Shinyashiki, a falta de segurança pode afetar a nossa autoimagem. “Tanto para mais quanto para menos, a falta de confiança em si pode alterar não só a imagem corporal, assim como, nossas competências e incompetências”. Ele afirma que o crescimento desse mercado e a busca da mídia por mulheres reais beneficiam a todos, já que as referências passam a ser mais humanas.





A boa forma das celebridades nos atormenta cada dia mais. Um estudo do The Royal College of Midwives, na Inglaterra, revelou que 60% das mulheres pesquisadas se sentem pressionadas quando vêem mães famosas "super magras", poucos dias depois do parto. “Observamos que o desejo de transformar-se numa outra pessoa é quase uma ‘epidemia’ lá fora e, por aqui, a coisa não é diferente”, observa o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integrada.





Mercado em crescimento

A expectativa da evolução do segmento plus size é grande e fez com que Mariana Gandolfo Varuzzi abandonasse sua carreira no mercado financeiro e criasse uma nova marca:
"La Mafê", depois de assistir uma reportagem sobre as dificuldades das mulheres “reais” ou fora dos “ditos padrões de beleza.


A empresária então encomendou uma pesquisa de mercado e comprovou a carência de opções para figurino a partir do manequim 44. Ela criou uma grade que atende do 42 ao 52. “Lançamos nossa primeira coleção no Fashion Weekend Plus Size do ano passado e o retorno foi muito positivo. Recebemos muitos e-mails elogiando e querendo comprar as nossas roupas. Em menos de um ano, já estamos vendendo para várias lojas multimarcas no Brasil inteiro”, comemora.



Outro exemplo de desenvolvimento é o da marca de lingerie
Dilady. A grife investe na produção de peças diferenciadas, que vão do número 40 ao 54, com modelagens arrojadas e costura reforçada para maior sustentação. A surpresa é que a produção GG já corresponde a 30% da confecção anual da marca, que pretende ampliar as linhas ainda mais, para esse tipo de público.

13 comentários:

  1. Please, can you PM me and tell me number of much more thinks about this, I am truly fan of one’s webpage…gets solved properly asap.

    generic paxil

    ResponderExcluir
  2. Did you heard what Rob Matts said about that?

    generic cialis

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da matéria.
    Os gordinhos tb tem o direito de se sentir bem e de usar roupas q valorizem seu tipo físico!

    ResponderExcluir
  4. é isso ai meninas na minha opinião vocês não são feias por ter um corpo fora do padrão da moda o vocês são mulheres lindas muito lindas até mais bonitas do q varis magrelas por ai

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre achei as gordinhas muito mais lindas e sexy. Eu particularmente gosto muito.

    ResponderExcluir
  6. ahhh quem disse q nós gordinhas não somos lindas!!!!me ACHO...sou uma gordinha feliz

    ResponderExcluir
  7. Flúvia da fato comentou q acha um absurdo q em um país onde a maioria das mulheres possuem coxas grossas e seios fartos a mídia e os eventos d moda ainda tentem forçar um padrão "magérrimo" d beleza....
    (Repostagem completa: http://www.mulheresnopoder.com.br/tag/fluvia-lacerda/)

    ....De fato tbm acredito no crescimento deste mercado...É só andar nas ruas e observar q o número d gordinhas é mt mt superior ao d magrinhas em tds as regiões...Até nas lojas os primeiros tamanhos a sumirem das pertilheiras são os G e GG...Tenho orgulho hj d dizer q tbm visto GG^^ E um namorado q ADORA!!! E diz q não teria se apaixonado se eu fosse magra....

    ...Acho q funciona mais ou menos como no filme "O Amor é Cego" (Cujo nome em português já é um tanto "maldoso"...Pq, como assim "CEGO"??? Então ela não seria bonita d vdd só por ser bem gordinha???)...Me refiro a este filme na parte em q o cara "deshipnotiza" o protagonista E COMENTA Q A VIDA TD ELE FOI HIPNOTIZADO PELOS PADRÕES DA TV, E DA MÍDIA EM GERAL.......
    Acho q o q ocorre c a maioria é mais ou menos isso.......;)

    Ass.: Nanda^^

    ResponderExcluir
  8. eu amo mulheres fofinhas

    ResponderExcluir
  9. adorei ja estou louca com as possibilidades

    ResponderExcluir
  10. Oi gente pesso desculpas por dar minha opiniao me xamo Antony e tenho 30 anos, e quero dar minha opiniao,então gente eu axo que vcs estão de parabens....o que é lindo é pra amostrar msm, então vcs estão msm de parabens..ten muita mulher magrinha se axando quando na verdade nao é nem merda...so osso eh vou dexando bem claro me perdoem a grosseria mas eu msm particularmente eu prefiro vcs gortinhas como vcs disenn..Bom pra mim vcs são perfeita...dane se esses bando de babaca que fala merda...o que inporta é ser feliz como nos somos.. e eu amei vcs...
    Um bjo no coraçao de tdas vcs...

    ResponderExcluir
  11. meu nome é Viviane Rocha tenho 29 anos, vou contar pra vcs o que eu já fiz pra agradar todo mundo.... gastei 500 reais em shake, em 2 meses tomei tudo certinho... emagreci sim até demais fiquei com 60 kilos e entrei em uma calça numero 38.... aí pensei, agora sim... consegui. Daí encontrei um amigo meu que me perguntou se eu estava com aids... fiquei apavorada, e logo disse que não e ele falou que perguntou porque eu estava muito magra e com cara de doente... gente na hora parei de tomar aquela coisa... e sabe depois o que achei engraçado.comecei a engordar vagarosamente de novo e muitas pessoas disseram que eu era mais bonita gordinha.... mas essas pessoas eram as mesmas que me criticavam por eu estar acima do peso... então parei com essa neurose e comecei a prestar mais atenção em mim, todo mundo critica tudo o que vc faz, mas é vc que tem que saber o que vc gosta em vc.... hj sou uma gordinha feliz com 82 kilos bem distribuidos em 1,64 de altura... é logico que da minha saúde eu cuido né... gordinha sim, sedentária não,faço exercícios 3 vezes por semana... só contei p vcs, porque sei que tem muita gordinha triste, que ainda não se aceitou por causa de peso... gente, somos gordinhas sim, com muito orgulho tremendos mulherões... a todos do site muitos parabéns... me inspiro em vcs... beijossss

    ResponderExcluir
  12. lindas e bem vestidas

    ResponderExcluir
  13. Olá, em primeiro lugar gostaria de parabenizar a matéria. Sem dúvida, as mulheres mais "fofinhas", ou "gordinhas", são possuidoras de um carisma diferenciado, são lindas, são dotadas de sensualidade, são charmosas, elegantes, carinhosas, amo as gordinhas.

    ResponderExcluir